Resenha - Jogos Vorazes

Jogos Vorazes
Autora: Suzanne Collins.
Tradutor: Alexandre D'Elia .
Páginas: 400.
ISBN:9788579800245.
Editora: Rocco.
Leia um trecho: aqui.

Sinopse:

Katniss escuta os tiros de canhão enquanto raspa o sangue do garoto do distrito 9. Na abertura dos Jogos Vorazes, a organização não recolhe os corpos dos combatentes caídos e dá tiros de canhão até o final. Cada tiro, um morto. Onze tiros no primeiro dia. Treze jovens restaram, entre eles, Katniss. Para quem os tiros de canhão serão no dia seguinte?... Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

Jogos Vorazes, juntamente com Instrumentos Mortais, entrou para a minha lista de livros prediletos após o término de Harry Potter. Mas diferentemente do livro de Cassandra Clare, Jogos Vorazes não trata de assuntos sobrenaturais, por assim dizer. Jogos Vorazes é uma distopia.

Confesso que quando comecei a ouvir falar sobre essa série, não me senti nada atraído a comprar o livro. Mesmo por que jamais pagaria 48 reais, um preço absurdo mesmo para um lançamento. Mas todo mundo falando o quanto a história era incrível, fantástica, de tirar o fôlego e etc, eu acabei comprando Jogos Vorazes e Em Chamas numa promoção no Submarino. Ainda demorei para começar a lê-lo mesmo depois de ter chegado. Poderia ter quebrado completamente a cara se a história fosse horrível. Mas agora posso dizer com toda a certeza do mundo: me arrependi de não ter começado a ler bem antes.

A história do livro é ambientada em Panem, um território devastado composto de 12 Distritos comandados pela Capital, onde outrora ficava a América do Norte. Nos Jogos Vorazes, um menino e uma menina de cada um dos Distritos, de 12 a 18 anos, tem seu nome sorteados na colheita para competir na arena. Jogos Vorazes é um reality show transmitido ao vivo em toda Panem onde os 24 tributos se enfrentam até a morte na arena selvagem localizada na Capital.

No Distrito 12, Katniss Everdeen é uma adolescente de 16 anos que caça animais em uma floresta fora dos limites do seu distrito, algo proibido, para sustentar a sua família. No dia da colheita, todos os moradores de todos os Distritos se reúnem nas praças para ouvir os nomes dos tributos que partirão para os Jogos. O que Katniss não esperava enquanto rezava silenciosamente para que seu nome não fosse chamado era que o nome de sua irmã, Prim, de 12 anos, fosse sorteado.

Mas Katniss, tomada por um sentido de proteção, se oferece no lugar de sua irmã. E após o tributo masculino ser escolhido, Peeta Mellark, os dois partem quase que imediatamente para a Capital e para os preparativos para os Jogos.

O livro é dividido em três partes. Na primeira, Tributos, conhecemos os adolescentes convocados a perder a vida na arena e os preparativos para começar os Jogos. Eu gosto dessa parte. Eles já começam a competir fora da arena por pontos e destaques afim de conseguir chamar a atenção de patrocinadores que serão bem úteis quando forem para a arena. A segunda parte, Jogos, é quando todos eles são levados para a arena e estão por si só, tendo que lutar um contra o outro, buscar sua própra comida e fazer de tudo para chegar vivo ao fim. E a terceria parte, Vitoriosos, é, como bem dá a entender, onde conhecemos quem venceu os Jogos. Ou melhor dizendo... não, leiam para descobrir o que acontece!

Eu achei que não ia gostar da narrativa em primeira pessoa no presente. Mas a Suzanne Collins tem alguma coisa na forma de escrever que isso é algo que você acaba nem ligando, pois ela fornece tudo o que precisamos saber através dos olhos de Katniss. Jogos é um livro recomendadíssimo tanto como passatempo, e olha que o tempo vai passar e você nem vai perceber, ou como crítica a um tipo de governo. Mas certamente você vai se divertir, chorar, se descabelar e se hipnotizar com tudo o que está escondido ali naquelas 400 páginas.

É incrível, é completamente incrível. Você não vai parar de pensar nessa história.
 
O Capítulo do Livro © 2014 | Editado por Hugo